Pesquisar este blog

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Nalva Aguiar - Primeira gravações - Volume 1

Primeiro volume apresenta as 20 gravações da cantora na gravadora Chantecler

Esta coletânea apresenta as 20 gravações feitas pela Nalva Aguiar no período em que pertencia ao cast da gravadora Chantecler, entre 1966 e 1968. São os primeiros registros musicais da cantora, hoje conhecida como a “Grande Dama da Música Sertaneja. No início da carreira, o repertório era da Jovem Guarda, com exceção de “O cantador”, de Dori Caimmy e Nelson Motta, música finalista do III Festival da Record, defendida originalmente por Elis Regina. Nessa rara gravação, Nalva exibe todo o seu talento e mostra que é capaz de interpretar vários gêneros musicais.

Nascida na cidade de Tupaciguara-MG, no dia 09 de outubro de 1945, Nalva começou a cantar em festas e também na emissora de rádio de sua cidade-natal, além de outras emissoras de rádio da região e também na TV Triângulo Mineiro. Na primeira metade da década de 1960 participou de um dos discos da dupla "Nísio e Nestor". No ano de 1966, a cantora trocou sua Tupaciguara natal pela capital paulista, onde morava o primo Luiz Aguiar, radialista e também cantor do hit "Eu sou alguém". Em 1967, Nalva regravou “Vem quente que eu estou fervendo”, sucesso na voz de Erasmo Carlos, e a incluiu no filme "Adorável Trapalhão", com Renato Aragão, também em início de carreira.

Nalva, com a carreira engrenada, ainda regravou “Prova de fogo” (sucesso de Wanderléa), “Coração de madeira” (uma resposta ao sucesso de Sérgio Reis “Coração de papel”) e a versão de Pata Pata, hit de Miriam Makeba. Em 1968, último ano na Chantecler, a cantora ainda lançou dois compactos simples, com as músicas “Segura esse samba ogunhê” e “Morunga morunguê” no lado A, e ainda participou do LP “O carnaval da picaretagem”, acompanhada pela Banda Jovem, do maestro Edmundo Peruzzi. Confira:

01 - 1966 - É o amor (Aladim)
02 - 1966 - Garota diferente (Amore di tabacco) (Buffoli – Pallavicini – Gláucia Prado)
03 - 1967 - Vem quente que eu estou fervendo (Carlos Imperial – Eduardo Araújo)
04 - 1967 - Diga que sim (Wilson Tavares)
05 - 1967 - Prova de fogo (Erasmo Carlos)
06 - 1967 - O cantador (Dori Caimmy e Nelson Motta)
07 - 1967 - Coração de madeira (José Luiz)
08 - 1967 - Além de nós (Hélio Matheus)
09 - 1967 - Pata pata (Miriam Makeba – Ragovoy – Rosa Maria)
10 - 1967 - Triste demais (Deny)
11 - 1968 - Segura esse samba ogunhê (Osvaldo Nunes)
12 - 1968 - Estou gamada (Luiz Wanderley)
13 - 1968 – Morunga, morunguê (Luiz Wanderley)
14 - 1968 – Carrossel (Deny)
15 - 1968 - La, la, la (Manuel de la Calva – Ramon Arcusa – Antonio José)
16 - 1968 - No dia em que parti (Carlos Roberto)
17 - 1968 - Pra nunca mais chorar (Carlos Imperial – Eduardo Araújo)
............... Pata pata (Miriam Makeba – Ragovoy – Rosa Maria)
18 - 1968 - Tenho um amor melhor que o seu (Roberto Carlos)
19 - 1968 - Vesti azul (Nonato Buzar)
20 - 1968 - Fala, mangueira (Mirabeau – Milton de Oliveira
............... Segura esse samba ogunhê (Osvaldo Nunes)

4 comentários:

  1. http://www.mediafire.com/?2ym7qzmy1vsme1j

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Novo link:

      http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/106+-+NALV1,1058675937.rar(archive)

      Excluir
  2. Novo link:

    http://kiwi6.com/file/z59194tp65

    ResponderExcluir